29/05/2021 12h04 - Atualizado em 04/06/2021 15h30

EU SOU GUERREIRO

Em todas as etapas evolutivas da humanidade, que são Primitivismo, Raciocínio, Moralização e Espiritualização, a luta esteve e sempre estará presente como mecanismo de sobrevivência, de realização de sonho e de desenvolvimentos intelectual, moral e espiritual.  Um dos maiores pecados é não lutar perante a adversidade da vida, uma vez que a dificuldade faz parte desse processo inteligente. É lógico que essa peleja deve ser travada respeitando os princípios da moral e da ética.

Paulo VI disse certa vez: “Toda a Vida exige luta. Aqueles a que tudo lhes é dado se tornam preguiçosos, egoístas e insensíveis aos valores reais da Vida. O esforço contínuo e trabalho duro, que constantemente tentamos evitar, é o principal bloco de construção da pessoa que somos hoje.”

Por sua vez, a luta sem entusiasmo é uma batalha quase que perdida. Você já viu um indivíduo quase animado e quase esforçado atingir um objetivo por ele desejado? É muito raro.

A revista Time perguntou ao Prêmio Nobel de Física Sir Edward Victor Appleton se ele sabia a receita do sucesso. Ele respondeu: “sim, é o entusiasmo”. E disse mais: Acredito que o entusiasmo é mais importante que os conhecimentos profissionais.

Como é satisfatório ver uma pessoa entusiasmada pela vida, independentemente da situação em que se encontra. Há um bom tempo atrás, encontrei um mendigo, aparentando 35 anos, remexendo um lixo. Abordei-o e na conversa perguntei qual era a dele, buscando entender porque não tinha um trabalho, uma vez que naquela época haviam muitos empregos disponíveis. Ele olhou fixamente em meus olhos e disse com convicção: “Eu sou guerreiro”. Em seguida, abriu a camisa e mostrou uma sonda ligada ao estômago.

Detalhes importantes que observei: Ele passava ânimo e uma vontade enorme de lutar. Ele ao se despedir, saiu andando rápido e mantinha a cabeça erguida, bem diferente da maioria dos pedintes que, geralmente, está cabisbaixo e se arrasta com o corpo.

Mahatma Gandhi disse: “A força não provém da capacidade física. Provém de uma vontade indomável”.

Os esforçados costumam dizer que as únicas coisas que caem do céu são chuva e raio. O resto é batalha.

Exemplos: É uma luta consigo mesmo visando vencer o próprio orgulho, uma vez que perdoar exige esforço em compreender o outro; É uma luta consigo mesmo na vigilância de pensamentos e sentimentos, considerando que nutrir pessimismo impede a mente de criar expectativas positivas e não faz bem para a saúde.

Levando em conta que os sentimentos são contagiosos, uma vez que uma pessoa desanimada pode contaminar todos ao redor, estar se esforçando e animado são gestos de amor aos outros. Quando você está em luta e entusiasmado, a realidade pode ser alterada, pois ela se encontra em um campo de muita flexibilidade e de possibilidades ilimitadas.

Davison de Lucas

(Coach, Mentor e Consultor)